Entrevistas Ilustração

Entrevista com o Ilustrador So Pinenut

1 de abril de 2016

Pouco se sabe sobre o artista chinês So PineNut. Então, como a gente é fã do cara, resolvemos ir até o outro lado do mundo pra bater um papo bem legal com ele e obtermos mais informações sobre o perfil do artista e o trabalho incrível que ele desenvolve.

so-pinenut-ilustracao-arte-dionisio-arte-26

Nós acompanhamos os trabalhos de So PineNut a um bom tempo e sempre nos perguntávamos “quem é o cara por trás dessas ilustrações tão bizarras e incríveis ao mesmo tempo?”.

Por não encontrar essa resposta em nenhum lugar, resolvemos ir até o cara pra fazer uma entrevista exclusiva e perguntar quem ele é, o que faz, como é viver da arte no Oriente e muito mais.

Então, confira abaixo o bate papo super legal e descontraído que tivemos com ele:

 

Dionísio Arte: Quem é So PineNut? Quem é você?

So PineNut: Olá a todos!

Meu nome é “So.pinenut” e isso vem de um filme japonês. Nasci no ano de 1989 na China e meu primeiro contato com a arte foi aos 3 anos de idade.

Meus primeiros estudos foram com tinta da China (tinta nanquim) e “wash painting” (um tipo de pintura oriental que seria próxima a aquarela), até entrar posteriormente no campo da escultura e estudar cerâmica.

Na universidade, comecei a criar um grande interesse por pintura e suas narrativas, principalmente voltada para a ilustração. Quando me formei, decidi vir para o Japão pra aprender sobre gravura e, atualmente, estou perseguindo um mestrado na Tama Art University.

so-pinenut-ilustracao-arte-dionisio-arte-01

 

DA: Qual o significado de arte pra você?

So PineNut: Essa é uma pergunta bem difícil pra mim. Posso te dar uma resposta agora, mas provavelmente ela será diferente num próximo instante.

Em termos simples, a arte tem um significado como parte da minha vida cotidiana. Sua essência se encontra perto da criação ou do seu processo de fabricação, que é o mais atraente pra mim nisso tudo.

so-pinenut-ilustracao-arte-dionisio-arte-13

 

DA: Qual foi o seu primeiro contato com a arte? Quando decidiu que essa seria a sua vida?

So PineNut: Eu não me recordo exatamente como foi. Me lembro apenas de ter pego um lápis e começar a desenhar. Depois disso, todas as vezes que pegava (e pego) um lápis, desenho.

Quando percebi isso, decidi que era o que eu queria fazer durante toda a minha vida, que é pintar.

so-pinenut-ilustracao-arte-dionisio-arte-14

 

DA: Como funciona o mercado artístico no Japão / China? Você consegue viver de arte?

So PineNut: Eu sempre crio sozinho e, em relação ao mercado, não possuo um conhecimento específico sobre isso.

Na China, o mercado artístico é um lugar complicado, impetuoso, onde quase ninguém se preocupa com você ou com aquilo que produz e o que quer expressar com isso. As pessoas se preocupam mais com quem é o seu professor ou com quem você anda por aí e pode chamar de amigo. Na verdade, a grande maioria das pessoas interessadas por arte são atraídas pelo mercado econômico que existe por trás disso tudo.

Já no Japão, existem compradores relativamente grandes em ralação à esse mesmo mercado.

Eu admiro Matisse, Picasso e toda essa época, que acredito ter sido uma das eras mais confortáveis para a arte e para o artista. Eles se preocupavam apenas em serem melhores, “brigarem” pela arte em si e possuíam a “arte de viver”, vivendo da própria arte, que eu acredito ser o ideal.

Nos últimos anos, não tenho vindo para o Japão para trabalhar com ilustração. Apesar de ter ganho alguns prêmios e reconhecimentos, eu não posso contar com isso pra viver. Um sonho que eu vejo mais próximo (do que o de viver de arte) é o de me tornar professor.

Acho que isso até se deve por conta de uma comparação sobre todo esse ciclo de negócios. É mais fácil ser levado a sério entre os estudantes de arte, dentro de uma universidade de artes.

so-pinenut-ilustracao-arte-dionisio-arte-24

 

DA: A China é um país que possui um folclore muito forte. Você sofre ou percebe algum tipo de influência em seu trabalho?

So PineNut: Não posso dizer se existe influência direta em meus trabalhos. Acho que acaba sendo como um efeito em potencial. Por exemplo, a criação de uma linha de raciocínio, uma forma de pensar, o processo de ideias e composição, e assim por diante…

so-pinenut-ilustracao-arte-dionisio-arte-22

 

DA: Você tem novos projetos a caminho?

So PineNut: Estou pronto pra trabalhar na minha exposição de formatura da graduação, onde serão mostrados 2 metros de grandes litografias que venho fazendo.

Acho que existem muitos problemas com a tecnologia hoje em dia e, poder resolver isso, foi uma grande alegria pra mim.

so-pinenut-ilustracao-arte-dionisio-arte-05

 

DA: A sua arte exige grande conhecimento. É visível por conta dos detalhes e dos temas que ela carrega. Como você faz pra sempre lançar material novo com boa qualidade?

So PineNut: Sempre busco ampliar o meu conhecimento com tudo o que vejo por aí. Amo uma porrada de coisas em vários campos diferentes e a minha inspiração e sabedoria partem daí. Filmes, novelas, música… é uma junção de tudo.

so-pinenut-ilustracao-arte-dionisio-arte-15

 

DA: Qual é o seu maior problema e a sua maior satisfação com a arte?

So PineNut: Os problemas são muitos e a maioria deles envolvem a minha realidade. Todos os dias antes de ir para a cama penso num monte de coisa. É difícil dizer qual é o maior, mas se eu tiver de escolher um, acho que seria “como viver”.

A minha maior satisfação é quando alguém vê o meu trabalho e diz: “Hey So PineNut, eu vejo que esse é o seu estilo!”

so-pinenut-ilustracao-arte-dionisio-arte-06

 

DA: Tem planos com a arte? Existe algum ponto que ainda não alcançou e quer alcançar?

So PineNut: Não tenho grandes planos em relação a minha arte. Tenho pequenos projetos e um deles posso usar como exemplo.

Ele se chama “Genêsis, Story of Crazy City” e planejo concluí-lo em breve.

so-pinenut-ilustracao-arte-dionisio-arte-28

Essa foi a nossa entrevista com So PineNut. Deu pra ver que é um cara super humilde e gente fina, além claro, de ser muito talentoso e produzir obras incríveis!

Então, pra conhecer ainda mais sobre o trabalho do artista, acompanhe So PineNut no seu Behance.

Comentários

Deixe uma resposta