Sobre

3/12/2015

O Dionísio Arte surgiu da parceria de dois amigos que têm diversos interesses em comum, entre eles, a arte.

Em janeiro de 2015, os amigos Rafael e Victor estavam trocando ideias em um bar, quando um deles contou uma ideia, um sonho que tinha… montar um projeto que falasse de arte. Eles conversaram bastante, trocaram várias figurinhas, e aqui estamos nós!

Mas da onde surgiu o nome “Dionísio”?  Para nós, Dionísio é mais um comportamento – dionisíaco – do que uma referência efetiva ao deus jovem festivo, deus do vinho e da embriaguez.

dionisio-arte-logo

Dionísio é a própria liberação, a ruptura dos limites, sejam sociais ou mentais. Dionísio vive em constante luta contra os impulsos apolíneos, Dionísio é a necessidade de consumir “aquela” ideia, de agir sobre “aquele” desejo.

Como diria o filósofo francês Lipovetsky: “Excitado pelo consumo, imerso numa torrente de solicitações, sempre à procura de ‘viagens’ e do insólito, de transgressões e músicas inebriantes, o homem dionisíaco tem como único objetivo romper os limites do seu Eu libertando-se de todo o centro e de toda a subjetividade num paroxismo de sensações e de pulsações do desejo.” 

dionisio-arte-tipografia

O propósito do Dionísio Arte é oferecer essa “viagem” ou pelo menos o ticket dela. É um impulso artístico, emocional, irreverente, explosivo. São entorpecentes momentâneos, o prazer de consumir arte, de criar arte e colecionar experiências.

E pra finalizar sobre qual o propósito, o lema do Dionísio Arte, fechamos com mais uma citação de Lipovetsky: “O grande desejo de Dionísio é evadir-se de si mesmo, repudiar o Ego imergindo-se no informe e no caos, afundando-se no oceano das sensações ilimitadas.”