O Miolo Frito e Seus Contos de BAR

4/08/2017

A gente já falou sobre o grupo O Miolo Frito aqui no blog. Somos super fãs das ilustrações e de toda a linha criativa dos caras e piramos no trampo mais recente deles, o livro BAR.

miolo-frito-bar-quadrinhos-hq-ilustracao-10

Lançado pela editora Mino, BAR tem a capa assinada pelo quarteto que compõe o Miolo Frito atualmente (Breno Ferreira, Benson Chin, Adriano Rampazzo e Thiago A.M.S.) juntamente com Shun Izumi.

O livro é de capa dura, possui 176 páginas em uma e narra uma série de eventos ambientados em um bar frequentado por alguns dos membros do grupo no bairro da Bela Vista, em São Paulo.

miolo-frito-bar-quadrinhos-hq-ilustracao-6miolo-frito-bar-quadrinhos-hq-ilustracao-5

O acabamento gráfico é muito legal e as ilustrações mesclam uma combinação dos estilos de desenhar de cada um dos ilustradores.

Agora, diferentemente das outras publicações do Miolo, em BAR é possível encontrar um enredo presente ao longo de toda a obra. De acordo com Adriano Rampazzo “Há um esqueleto que segura toda essa gordura e uma presença forte do dedo de um na história do outro”.

miolo-frito-bar-quadrinhos-hq-ilustracao-1

Porém, apesar dessas diferenças em relação aos quadrinhos tradicionais d’O Miolo Frito, o livro também mantém algumas características essenciais do grupo, como por exemplo o desenvolvimento bem solto e bagunçado do roteiro. O prefácio de BAR é assinado pelo mestre Lourenço Mutarelli.

E já que citamos Mutarelli, não tem como deixar de mencionar que os desenhos do quarteto paulista possuem um estilo que expressa uma espécie de resistência do underground (aquele underground que a gente encontrava nas ilustrações do Glauco e do próprio Mutarelli), algo que é raro nos quadrinhos atuais.

miolo-frito-bar-quadrinhos-hq-ilustracao-8

BAR apresenta um humor muito divertido, mas que só quem frequenta o lugar que ambienta a história (ou algum local semelhante) consegue sacar. Isto pode ser percebido no livro através das gírias dos “vagabundos” e das falácias dos “tiozão”, que são os donos do boteco.

Tudo isso vem expresso através de desenhos impactantes, piadas criativas e cretinas, traços que se misturam chegando ao ponto de serem ora extremamente detalhados e expressivos, ora demasiadamente simples, quase como um rascunho.

miolo-frito-bar-quadrinhos-hq-ilustracao-7

As histórias são hilárias e os personagens muito bem construídos. Mas o que mais chamou nossa atenção são os detalhes, especialmente como nada está onde está por acaso. Os ratos, as baratas, as moscas e até as bebidas e comidas típicas de boteco (como torresmos e coxinhas) têm sua própria personalidade e sua importância dentro do roteiro. Animal!

Enfim, nós que somos fãs dos caras curtimos demais conferir BAR, com certeza é o melhor do trabalho d’O Miolo Frito. Para adquirir o livro, basta clicar aqui e comprar o seu! Vale MUITO a pena!

miolo-frito-bar-quadrinhos-hq-ilustracao-4miolo-frito-bar-quadrinhos-hq-ilustracao-9