Vida Longa ao Obey Giant de Shepard Fairey

30/09/2016

Sem nenhuma sombra de dúvidas, o artista Shepard Fairey é um dos nomes mais conhecidos da atualidade, atuando em diversas frentes com seu projeto sensacional “Obey Giant” ou eu estúdio de design “Studio Number One”.

Shepard Fairey nasceu em Charleston, no estado americano de South Carolina, mas atualmente vive e trabalha em Los Angeles.

Sua relação com a arte se iniciou em 1984 quando ele começou a desenhar em skateboards e camisetas. Fairey estudou na Idyllwild Arts Academy, na California, uma escola que oferece programas preparatórios para diversas formas de manifestação artística, onde se formou em 1988.

shepard-fairey-obey-giant-graffiti-mural-colagem-ilustração-prints

Em 1989, Fairey criou o adesivo “André the Giant Has a Posse”, que se tornou um fenômeno mundial.

Foi a partir daí que o prestigiadíssimo projeto “Obey Giant” teve início, onde o artista se utiliza do mesmo conceito, porém muda o estilo e a semântica de acordo com cada trabalho.

O Obey Giant tem como objetivo inspirar a curiosidade das pessoas e levá-las à questionar o seu relacionamento com o ambiente que as cercam, assim como qual a razão e o sentido daqueles adesivos / cartazes estarem ali.

O mais interessante é que essa campanha ganhou uma dimensão absurda por acaso, ultrapassando todas as expectativas do próprio artista. Veja o que Shepard Fairey fala sobre o assunto:

“No início, eu estava pensando apenas em como seria a reação dos meus amigos do skate e da escola de arte. O fato de que mais pessoas não só notariam, mas também investigariam a aparição sem causa dos meus adesivos foi algo que eu não contemplei. Quando comecei a ver as reações do grande público, passei a considerar as forças sociológicas no trabalho que envolve o uso de espaços públicos e a inserção de imagens atraentes, mas ambíguas. Eu comecei a pensar que ali havia um potencial para criar um fenômeno.”

Essa sacada foi simplesmente genial, pois as pessoas, de uma forma geral, não estão acostumadas a ver anúncios, cartazes publicitários ou mesmo comerciais em que o motivo / finalidade não esteja claro.

O Obey Giant provoca essa reflexão e até uma possível frustração em quem se encontra com ele, porém revitaliza a percepção do espectador com os detalhes, uma vez que o espectador precisa processar a informação e fica tentando estabelecer conexões e decifrar a mensagem e o por quê daquela intervenção artística estar naquele determinado lugar.

Já com seu estilo característico estabelecido, em 2003, Shepard Fairey fundou seu estúdio de design, o Studio Number One, mais focado em trabalhos comerciais, design, marcas e produtos.

Entre diversos trabalhos bem legais com essa outra “pegada”, podemos destacar algumas parcerias que ele fez com músicos e bandas dos mais variados estilos. Alguns dos nossos favoritos foram as criações feitas para o Black Eyed Peas, Smashing Pumpkins, Sepultura, Led Zeppelin, Black Sabbath, Bad Brains, Rolling Stones, Black Keys, Anthrax e uma arte feita para o filme “John & June”, que conta a história do mestre Johnny Cash.

Agora, foi em 2008 que o trabalho do artista ganhou uma repercussão mundial absurda e foi elevado à outro nível. Naquele ano, ele criou o poster “Hope”, com o então candidato à presidente dos EUA, Barack Obama.

Esse poster era consistido por um retrato feito em stencil estilizado de Obama em vermelho sólido, bege e azul (claro e escuro) com as palavras “progress”, “hope” e “change”.

O cartaz virou um ícone da campanha de Obama, viralizando de uma maneira nunca antes vista e tornando Fairey um dos artistas mais comentados do mundo.

Mas além dos stickers, cartazes e ilustrações, ele também produz murais insanos em diversas cidades ao redor do mundo, o que é apenas mais uma mostra de toda a versatilidade que o cara possui!

Enfim, ao longo do tempo, a trajetória de artista de guerrilha de Fairy evoluiu para algo mais comercial, caminhando para várias direções distintas, mesmo que o cunho político volta e meia ainda marque presença nas suas obras, como nas séries de quadros que incorporam propaganda comunista chinesa, desenhos do construtivista russo Alexander Rodchenko, realismo social americano, design e arquitetura islâmicos e até títulos mobiliários.

 shepard-fairey-obey-giant-graffiti-mural-colagem-ilustração-prints-6

Independente do meio escolhido, existe um ponto em comum em todos os seus trabalhos que se baseia em um grafismo de subversão do óbvio, contradizendo o que se vê e o que se lê.

O artista gosta bastante de utilizar palavras como “paz”, “esperança” e “guerra” em suas criações, no melhor estilo de Barbara Kruger, uma especialista em colagens clássicas como “Compro, logo existo” e também no slogan a favor do aborto “Seu corpo é seu campo de batalha”.

Antes de finalizar o post, deixaremos mais uma citação de Fairey que representa exatamente o que a gente pensa sobre o trampo do cara.

“Todo o meu trabalho é baseado em um estilo de design que se presta à gravura e à impressão. Você pode chamar (Andy) Warhol de um estilo de arte gráfica com floreios de pintura. Você pode dizer o mesmo sobre meu estilo.”

Enfim, o fato é que ele não pára e apavora em todas as frentes que se joga. Vida longa ao Obey Giant!

Para conhecer mais sobre a arte de Shepard Fairey, siga-o no Facebook, Instagram, Twitter e confira também a sua loja online, onde ele vende prints, livros, adesivos e itens colecionáveis.

Shepard Fairey shepard-fairey-obey-giant-graffiti-mural-colagem-ilustracao-prints-1